Bem-vindo à BestMassage!

Chi Kung

Sendo uma antiga prática Chinesa de bem-estar, o Chi Kung pode ser literalmente traduzido para “cultivando energia”. O Chi Kung combina posturas, trabalho respiratório e foco mental para manter a saúde e melhorar a vitalidade, ao mesmo tempo que cura, acalma e revitaliza. Os seus exercícios integrados afectam positivamente a energia (Chi) no nosso corpo. O Chi existe em tudo e pode ser resumido como um composto abrangente de qualquer material que pode ser absorvido através da nutrição e da respiração. O Chi Kung inclui exercícios de concentração, várias posturas e exercícios de meditação para melhorar, fazer circular, guardar ou criar o Chi para, em última análise, reforçar, limpar, curar e equilibrar o corpo. Os bloqueios no corpo e na mente podem ser aliviados através de um fluxo energético mais harmonioso.

A origem do Chi Kung pode ser associada ao antigo imperador chinês Huang Di que terá praticado vários exercícios respiratórios e alquimia interior. A prática do Chi Kung chegou a ser proibida durante a Revolução Cultural Chinesa, mas foi recuperada nos anos setenta. Hoje em dia, o Chi Kung é bastante popular na China, sendo mesmo considerado uma forma de Medicina Tradicional Chinesa. O Chi Kung activa a capacidade de auto-cura e alivia o stress. A Medicina Tradicional Chinesa sustenta que as doenças aparecem como consequência do desequilíbrio das energias Yin e Yang no nosso corpo. O Chi Kung harmoniza essas energias.

Existem dois tipos de artes marciais: o Chi Kung interno e externo. É muito importante a concentração na postura, na contenção e na precisão quando se praticam estes exercícios para se alcançar determinados pontos de energia no corpo (através dos chamados canais meridianos). Os exercícios estão relacionados com cada um destes canais energéticos e ligados a determinados órgãos ou objectivos. Os exercícios mais suaves expressam-se através da mudança de elementos na respiração, visualização e movimento. Gostaríamos, agora, de lhe apresentar alguns desses exercícios já a seguir.

No primeiro exercício de relaxamento mental, deixe o Chi descer. Permaneça com os pés paralelos e abertos à largura dos ombros. Os seus braços devem ficar soltos e caídos ao longo do corpo e as palmas das mãos devem estar viradas para fora. Concentre-se agora no seu cóccix e imagine que está a ser puxado para baixo por algo que estica cada vez mais as suas costas. Mantenha a sua cabeça relaxada, mas erecta, e pense no topo da sua cabeça como o ponto mais alto do corpo e que está a ser puxado para cima por um laço. Fique atento às mudanças na sua postura e na coluna enquanto viaja através da sua imaginação. Preste atenção ao interior do seu corpo, identificando as áreas de maior bloqueio ou com maior dor, de modo a poder desbloquear e aliviar.

O segundo exercício é uma prática respiratória circular. Observe a sua respiração e inspire desde o estômago – o centro do poder e da energia do nosso corpo. Continue a respiração relaxante e visualize o modo como a energia flui desde o centro do corpo ao longo da coluna, para baixo quando inspirar e para cima quando expirar. Imagine a sua respiração como um ciclo sem quebras durante a inspiração e a expiração. Se sentir alguns bloqueios no seu corpo, tente localizar a respiração nesses mesmos pontos e liberte-os com a ajuda da sua imaginação.

Para o terceiro exercício de concentração, imagine uma taça giratória dentro do seu corpo. Apenas um único movimento do seu corpo consegue mover a taça antes do próprio corpo se mover. Distribua o seu peso uniformemente em ambos os pés. Visualize o modo como a taça desliza lentamente desde o centro do seu corpo para baixo até ao pé direito. Simultaneamente, coloque mentalmente o seu peso na perna direita até que o seu pé esquerdo suba ligeiramente. Imagine a taça giratória regressando devagar até ao centro do seu corpo. Repita este exercício utilizando o outro pé. Termine o exercício concentrando-se na taça na zona da barriga. Coloque as suas mãos no umbigo e faça movimentos de rotação no estômago.

Qualquer pessoa pode beneficiar da prática do Chi Kung, seja para reduzir o nível de stress, recuperar o equilíbrio ou melhorar a qualidade de vida. Existem vários exercícios e métodos adicionais que pode experimentar. Para saber mais sobre Chi Kung, procure sempre professores certificados. E, como sempre, consulte o seu médico antes de iniciar algum programa de exercícios.